Loading...

VISITANTES

Perfil

Minha foto
Brasília, Distrito Federal, Brazil
Um blog comprometido com o resgate da cidadania."O aspecto mais importante do caráter de Cristo, foi sua confiança na grandeza da alma humana". É necessário enxergar a verdade sobre o mundo e sobre nós mesmos, ainda que ela nos incomode e nos seja desagradável.

Pesquisar este blog

Carregando...

Aécio Neves Presidente

Raimundo Ribeiro 45678 -- PSDB

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Já são 7 'Caixa de Pandora'


Ministério Público Federal vai receber em breve a lista de 7 testemunhas que irão confirmar que o delator da 'Caixa de Pandora' possui outros vídeos, que não foram entregues quando da delação super premiada.

Todos apontam quase os mesmos nomes e alguns com riqueza de detalhes. Os depoimentos são explosivos. E podem afetar as eleições em curso. Os nomes dos protagonistas que estrelam os filmes inéditos ainda estão em sigilo, mas tem gente graúda e auxiliares de alto escalão, político e partidário.

Mas, basta ver, quem o delator apoia nestas eleições, para saber de que lado ele está. Até a nebulosa 'estória' de um ex-auxiliar do delator, que está sendo controlado, por ter se envolvido em mal feito, foi incluída neste enredo.

Chantagem, favores e a proteção incondicional do MPDF, que desde o início acreditou cegamente nas histórias do delator, são os demais ingredientes deste explosivo episódio da política local, cujos últimos capítulos ainda estão sendo escritos.

Realmente as eleições ainda não estão definidas. E quem sabe que foi filmado só tem uma saída. Ir até a farmácia e reforçar o estoque de lexotam. Quem viver verá.

Fonte: A Voz da Verdade por Celson Bianchi.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Intenções de voto: Divulgada nova pesquisa para governador do DF

Divulgada nesta segunda-feira (29) uma nova pesquisa do Instituto Exata com intenções de voto para governador do DF

Caiu o número de eleitores indecisos. A margem de erro é de dois por cento para mais ou para menos. 

A pesquisa foi feita entre os dias 25 e 27 de setembro. Foram escutados dois mil eleitores.

A probabilidade de o resultado mostrar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral).
Fonte: DF Record.

Eleições 2014: A hipocrisia dos cargos comissionados

Neste final de campanha, os candidatos ao Governo do Distrito Federal (GDF) estão prometendo, a torto e a direito a diminuição dos cargos comissionados. Até aí tudo bem. Acho até um discurso bonito. Seria mais que necessário. Mas, na prática não é bem assim. Para governar ou fazer a máquina funcionar terão que contratar comissionados. Ninguém é bobo e já sabe que a maioria dos futuros contemplados será de apadrinhados. Não importa a cor ou a corrente política que irá governar em 2015.

A dura realidade

Caso isso não ocorra, A “governabilidade” fica seriamente ameaçada. Preencher os cargos de chefia com concursados demora um bocado. Já que os editais são uma verdadeira penúria, além da complexa lei de responsabilidade fiscal que impõe grandes limitações a isso. E outra, os quadros existentes na máquina pública não seriam suficientes para manter o governo funcionando.

As vertentes

E outra: essa história do “novo” não existe. Seja quem for governar, vai ter em seus quadros rorizistas, arrudistas, petistas e outras correntes políticas. Nada contra. Só acho tem jogar limpo. A política e os seus agregados pouco se renovam. Falar em profundas mudanças é puro engodo. A verdade é essa, ou se governa com o mais do mesmo, ou então terá sérios problemas para administrar. Essa é a única realidade das entranhas políticas. 

Fonte: Odir Ribeiro.

OAB/DF: Presidente pede rejeição do registro de advogado para Barbosa

Ex-presidente do Supremo pediu reativação de sua inscrição na entidade. No STF, Joaquim Barbosa se envolveu em polêmicas com advogados 

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Distrito Federal, Ibaneis Rocha, recomendou a rejeição do pedido apresentado pelo ex-presidente do Supremo Tribunal Federal e ministro aposentado Joaquim Barbosa para reativar seu registro de advogado.

Barbosa requisitou a reativação do registro no último dia 19. Qualquer pessoa poderia questionar, até 26 de setembro, o pedido do ministro aposentado. O próprio presidente da OAB distrital impugnou (contestou) a solicitação. Agora, caberá a uma comissão da OAB/DF decidir se concede ou não o registro.

Por meio da assessoria, Joaquim Barbosa afirmou que não comentará o episódio até que seja formalmente comunicado da impugnação.

No entendimento de Ibaneis Rocha, Joaquim Barbosa não pode obter o registro porque, segundo ele, feriu o Estatuto da Advocacia quando foi presidente do Supremo.

"Eu entendo que Joaquim Barbosa não tem condições de exercer a advocacia. Fiz o pedido de impugnação como advogado e não como presidente da OAB. Ele feriu a Lei 8.906/1994, que rege a advocacia", disse Rocha.

Polêmicas com advogados

Durante sua gestão como presidente do Supremo e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Joaquim Barbosa se envolveu em diversas polêmicas com advogados.

Uma delas, usada como argumento do presidente da OAB/DF, foi quando classificou como "arranjo entre amigos" a proposta de trabalho oferecida pelo advogado José Gerardo Grossi ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

Em outro episódio, no qual Barbosa também foi criticado, o ministro expulsou do plenário do Supremo o advogado do petista José Genoino, Luiz Fernando Pacheco.

Barbosa também criticou advogados que atuam como juízes eleitorais e afirmou que participam de "conluio" com magistrados.

Fonte: TV Globo em Brasília por Marina Oliveira.

Com Marina em queda: PT vê chance de enfrentar Aécio no 2º turno

Elemento surpresa

A rápida queda de Marina Silva (PSB) nas pesquisas surpreendeu a campanha de Dilma Rousseff (PT), que voltou a ver possibilidade real de enfrentar Aécio Neves (PSDB) no segundo turno. Em almoço com a presença da presidente, petistas avaliaram ontem que o tucano, antes tido como carta fora do baralho, agora teria 30% de chances de chegar ao embate final. Marina ainda seria a favorita, com 70%. “É a eleição mais imprevisível da história”, resume uma dirigente do comitê dilmista.

Fazer contas

Pesquisas encomendadas pelo PT sugerem que Marina e Aécio podem chegar ao fim de semana no limite do empate técnico. A dúvida é se o tucano crescerá com a velocidade necessária para uma virada.

Armar a tropa

Por via das dúvidas, o PT já mandou desengavetar material que pode ser usado contra Aécio. No domingo, o site Muda Mais voltou a atacá-lo. “É bom para esquentar os punhos”, brinca um dilmista.

Abrir gavetas

O mesmo conselheiro da presidente diz que não seria preciso recomeçar do zero caso Aécio surpreenda e vá ao segundo turno. “A gente começou a eleição preparado para isso. O adversário era ele”, explica.

Torresmo

Dilma e aliados almoçaram em Belo Horizonte na casa do ex-ministro Walfrido dos Mares Guia, que coordena sua campanha em Minas. Ela estava animada com a repercussão dos ataques a Marina sobre a CPMF.

Fé na máquina

Os tucanos dobraram a aposta nos palanques estaduais e na estrutura do partido para ultrapassar Marina na reta final. “A velha política pode nos salvar”, brinca um aecista.

Fonte: Coluna Painel.

Marina no Recife: Filho mais velho de Campos faz seu primeiro discurso político

João, de 20 anos, pediu votos para Marina ao lado da mãe, Renata, e evocou costumes do pai em palanques 

Candidata do PSB à Presidência, Marina Silva evocou, em comício no Recife na noite desta segunda-feira, o legado de Eduardo Campos (PSB), e recebeu o apoio da família do ex-governador de Pernambuco em seu palanque, que vem chamando atenção na reta final da campanha por pedir votos pela 'honra' de Campos. Ao lado de Marina, o filho mais velho de Eduardo, João Campos, fez seu primeiro discurso político na capital pernambucana.

O jovem de 20 anos destacou a postura de liderança do pai e lembrou o bisavô Miguel Arraes. Depois de participar de eventos no interior com o deputado federal Raul Henry (PMDB/PE), candidato a vice-governador na chapa montada por Campos, João era aguardado com a família no Recife. Ele chegou aparentando nervoso ao comício, que começou com mais de uma hora de atraso.

O jovem estava com os irmãos Maria Eduarda (22), Pedro (18) e José (9) e a mãe, Renata Campos, considerada uma influência nas decisões políticas do marido. Renata, também ativa na campanha, ficou abraçada a José durante boa parte do ato, enquanto recebia muitos cumprimentos de Marina e do candidato a vice na sua chapa, Beto Albuquerque.

— É uma grande mulher que liderou com Eduardo o projeto para este estado — afirmou a candidata, sobre a viúva Renata.

O primeiro discurso de João Campos, que começou lembrando o acidente que matou seu pai, foi concluído com palavras que costumavam ser ditas por Campos nas suas campanhas: "É paz, amor e vitória!". A fala do jovem foi aprovada pela mãe, que sinalizou com o polegar após um abraço e um sorriso, e por João Lyra, que sucedeu Campos no Governo de Pernambuco.

— Tive a alegria de ver este jovem João mostrando que a boa árvore deixa sementes prontas para brotar — disse, Marina Silva, sobre o herdeiro político do aliado.

Citando Nelson Mandela, Gandhi e Martin Luther King, Marina Silva reafirmou que agirá “com tranquilidade” frente aos ataques dos adversários. A candidata se disse 'pequena' em relação à presidente Dilma Rousseff (PT), já que a diferença entre o tempo das duas no horário eleitoral é de quase 10 minutos, e afirmou ser alvo de calúnia.

Em discurso de meia hora, Marina voltou a defender que o fato de ser evangélica não interfere na sua vida pública.

— Ninguém nunca me viu instrumentalizando a minha fé — afirmou — Em 16 anos no Senado, você nunca vai me ver fazendo qualquer coisa que desrespeite os direitos humanos, que promova o preconceito, que faça qualquer coisa nessa direção. Temos que respeitar as pessoas independente da cor, independente do credo, independente da posição social, se crê ou se não crê, da orientação social.

O vice de Marina, Beto Albuquerque atacou Dilma Rousseff (PT), dizendo que ela “acha que pesquisa ganha eleição”

— Vocês chegaram a acordar a Dilma com essa força. Ela já estava dormindo, acreditando nas pesquisas. Ela acha que pesquisa ganha eleição.

Fonte: O GLOBO por Amanda Miranda.

Eleições: Presidenciáveis reagem contra fala homofóbica de Fidelix

Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves repudiaram a declaração do nanico; PV pediu que Ministério Público abra inquérito para apurar crime 

O candidato do PRTB à Presidência da República, Levy Fidelix, durante o intervalo do debate promovido pela Rede Record neste domingo (28), em São Paulo

A fala homofóbica de Levy Fidelix (PRTB) durante o debate na TV Record, neste domingo, provocou reações dos principais candidatos à Presidência da República. Nesta segunda, Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) criticaram a fala do folclórico candidato do Aerotrem, que associou homossexualidade a pedofilia.

Durante agenda em São Bernardo do Campo (SP), Aécio Neves classificou a fala como lamentável. "Nosso repúdio absoluto àquelas declarações. E como já disse mais de uma vez, na minha avaliação, todo tipo de discriminação é crime. Homofobia também."

Em entrevista coletiva em São Paulo, Dilma usou o episódio para se posicionar a favor da criminalização da homofobia. "Eu já disse que sou contra a homofobia e acho que o Brasil atingiu um patamar de civilidade que não podemos conviver com processos de descriminalização que levem à violência. Eu acho que a homofobia tem de ser criminalizada", afirmou.

A candidata do PSB, Marina Silva, considerou "homofóbicas e inaceitáveis em quaisquer circunstâncias" as declarações de Levy Fidelix e disse que sua Rede Sustentabilidade avalia entrar com ação na Justiça contra o candidato. "Não aceitamos em hipótese alguma atitude que incita ao preconceito, desrespeito, violência contra comunidade LGBT ou qualquer que seja", disse.

O Partido Verde protocolou nesta segunda-feira uma representação contra Levy Fidelix. A representação, feita a pedido de Eduardo Jorge, candidato do partido à Presidência da sigla, pede que o MP abra um inquérito contra Fidelix para apurar desrespeito à dignidade humana.

Fonte: Revista Veja.

Racha anunciado 'PT x PMDB'


Com o Partido dos Trabalhadores trabalhando forte para tentar se manter no Palácio do Planalto, o principal aliado do PT vem crescendo de forma a ser o maior vencedor das eleições deste ano.

Mesmo com a derrota da presidente Dilma Rousseff o PMDB já garantiu governos importantes e vai sair das eleições maior do que entrou. O PMDB vai garantir a presidência das duas casas no Congresso Nacional e de quebra deixar o caminho pavimentado para uma possível candidatura própria em 2018.

O núcleo petista não quer que aconteça novamente o que aconteceu com o PSB, que na visão petista foi aliado e aproveitou das benesses de ser governo para mais tarde deixar a base. Por isso caso vença as eleições com certeza a presidente Dilma terá de enfrentar novas batalhas, desta vez com os próprios aliados por espaço na Esplanada.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.

Rastreando o tesoureiro 'CPI da Petrobras'

Chegou ontem na CPI Mista da Petrobras o pedido de convocação do tesoureiro nacional do Partido dos Trabalhadores, João Vaccari Neto.

Como divulgado por esta coluna, Vaccari era frequentador do escritório do doleiro paranaense, Alberto Youssef em São Paulo e comandava os fundo de pensão do governo federal.

Investigações da Polícia Federal na operação Lava Jato demonstram que o doleiro atuou nos fundos Postallis e Petros e que o interlocutor foi justamente o tesoureiro do PT.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.

Empurrando com a barriga 'CPI da Petrobras'

Os deputado federais que foram denunciados como favorecidos no esquema de desvio de dinheiro na Petrobras oficialmente ganharam mais alguns dias.

Como os parlamentares estão na reta final das campanhas nos Estado, o Conselho de Ética da Câmara cancelou a reunião que estava marcada para esta quarta-feira.

Provavelmente o Conselho só irá se reunir no dia 8 de outubro, com o resultado das urnas já conhecido por todos.

Há quem acredite que os parlamentares não terão a mesma vontade política contra seus pares passado o momento das urnas.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

VOTE 45678 Raimundo Ribeiro, neste eu confio!!!

"Para Ouvir e Amar" TOMAZ FILHO

TOMAZ FILHO - de pai para filho - SÉRGIO PRADO.

“Alô amigos do Distrito Federal e entorno. Meu nome é Tomaz Filho, jornalista e radialista pioneiro de Brasília, a voz que todos já ouviram nos meios de comunicação da capital federal, principalmente nas emissoras de rádio. Tive a honra de trabalhar com vários profissionais do rádio brasiliense, não vou citar nomes para evitar cometer injustiças esquecendo o nome de alguns. Ao longo dos anos desde a década de 60, militei no Rádio de Brasília, apresentando programas como “Os Cobras da Notícia” e outros informativos. Fui também criador e apresentador do programa romântico “Para Ouvir e Amar” na antiga Rádio Jornal de Brasília FM, que marcou época nos anos 80. Estou aqui para solicitar, caso eu mereça, o seu voto para meu filho Sérgio Prado, sargento da gloriosa Polícia Militar do DF, candidato a Deputado Distrital pelo PRTB. O seu número é 28042.

A sua principal bandeira, é lutar para que o DF e entorno tenham a segurança que merecem e que foi esquecida nos últimos anos, principalmente pelo governo do PT. Por isso e muito mais, peço o seu voto, para meu filho, Sérgio Prado, Deputado Distrital pelo PRTB. Desde já, o meu muito obrigado.”

Café da manhã nos restaurantes comunitários

O candidato a deputado distrital Dedé Roriz (PRTB) resolveu inovar a refeição de 1,00. A proposta de Dedé para o DF é ter mais 20 restaurantes comunitários, além da inclusão do café da manhã com pão, leite, café e frutas como mais uma opção para o trabalhador.

Dedé é sobrinho do ex-governador Joaquim Roriz e filho do amigo jornalista super bem conceituado Luiz Solano. A proposta criticada por alguns é bem aceita pelos usuários dos restaurantes comunitários.

Fonte: Cris Oliveira.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

De olho nos Bad Boys

Rafael Prudente
A dupla de filhos de empresários do setor de prestação de serviços ganhou inusitado apelido: Bad Boys. Robério Negreiros também conhecido como "filhinho de papai" (PMDB), que costuma ligar para jornalistas e principalmente blogueiros para se queixar ou tentar explicar algo, e Rafael Prudente (PMDB), filho do ex-deputado distrital e presidente da Câmara Legislativa do DF flagrado recebendo propina e colocando o dinheiro nas meias, brigam pelos interesses das empresas da família em gabinetes, mas publicamente negam.

Robério Negreiros
E por falar nos Bad Boys, eles estão tão loucos por votos que correm o sério risco de se anularem nestas eleições. Podem perder a eleição para outros companheiros de partido. Hermeto, que conta com grande apoio dos eleitores de Candangolândia e boa parte da Polícia Militar, e Daniel de Castro, que cresceu significativamente no seguimento evangélico, podem tirar a eleição dos Bad Boys.

Segundo informações, o PMDB fará três distritais, e muitos peemedebistas apostam em Hermeto, Daniel de Castro e Wellington Luiz. Apesar dos gastos milionários, Robério e Rafael serão suplentes. Tá explicado por os Bad Boys estão tão nervosos nos últimos dias…

Sem falar que corre no TRT/DF, uma ação promovida pelo Sindicato dos Vigilantes do DF contra a empresa BRASFORT, que já é alvo de outras ações em várias instâncias. A BRASFORT é uma empresa da família do deputado distrital Robério Negreiros. Existem acusações pesadas por parte dos vigilantes, que segundo eles, além de obrigações trabalhistas não cumpridas, sofrem ameaças de todo tipo e pressões contra a categoria para se integrarem a campanha do deputado que em alguns locais do DF, tem sido motivo de ironia, ao mandar bonecos impressos a representá-lo nas reuniões… 

Fonte: Donny Silva / Com informações do site imparesonline.com.br.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Rollemberg: “Atira” no que viu e acerta no "Povo"

O Senador Rodrigo Rollemberg pode entrar para história, como o primeiro candidato à governador, que antes mesmo de eventualmente ser eleito, conseguiu interferir de forma decisiva no dia a dia dos cidadãos, ao paralisar todos os serviços por meio eletrônico oferecidos pelo GDF.

A coligação Somos Todos Brasília, composta pelo PSB, SDD, PSD e PDT, ingressou com representação do Tribunal Regional Eleitoral, que foi acatada, liminarmente, pelo Desembargador James Eduardo de Oliveira, sob o argumento de que os sites do GDF estariam divulgando ações de governo, beneficiando, portanto, a candidatura a reeleição do atual governador Agnelo Queiroz.

O dedo acusador da coligação “Somos Todos Brasília”, provocou, de imediato, um verdadeiro apagão na prestação de serviços à população. Todos os serviços on-line, desde uma simples consulta de endereços das mais variadas repartições públicas, até emissão de certidões para cidadãos e empresas, estão inacessíveis desde a última sexta-feira, 19.

Em que pese que a instrução legal que norteia o processo eleitoral, venha apontar limites quanto ao uso da estrutura da administração em favor de governantes que concorrem à reeleição, sempre será muito difícil visualizar a linha que separa o uso do abuso da máquina pública em favor do postulante a reeleição.

Entretanto, neste caso específico, é inequívoco que a maior prejudicada no momento é a sociedade do Distrito Federal, na medida em que se encontra proibida de usar e abusar das facilidades da era digital.

Estará Rodrigo dando uma de Arruda? Lutando para chegar ao poder a qualquer custo.

Fonte: Edson Sombra.

DF: Magela contrata exército para fazer blitz em bares contra Reguffe

Panfleto distribuído pela campanha de Geraldo Magela (PT/DF) ao Senado.

O deputado federal e candidato a uma vaga no Senado pelo PT do Distrito Federal, Geraldo Magela, tem dedicado boa parte dos recursos da campanha para atacar seu principal adversário na disputa, Antônio Reguffe (PDT/DF), líder nas pesquisas de intenções de voto.

Nos últimos dias, Magela decidiu se aproximar do eleitorado do adversário e contratou diversos panfleteiros para distribuírem santinhos nas regiões onde Reguffe costuma panfletar, na tentativa de associá-lo diretamente ao ex-governador Joaquim Roriz (PRTB/DF).

A tiragem indicada no material é de 100 mil panfletos.

A briga é tanta que chegou no Tribunal Regional Eleitoral do DF. Na última quarta-feira, Reguffe obteve um minuto de direito de resposta no horário eleitoral por ataques do petista que o associavam também ao ex-governador e candidato impugnado José Roberto Arruda (PR).

Fonte: Coluna Poder online - Portal iG.

Celina Leão representa contra o GDF para garantir nomeação de concursados


A Deputada Celina Leão (PDT) entra com uma representação no Ministério Público do Distrito Federal, contra o Governo do Distrito Federal (GDF), que uma semana depois de realizar concurso público para a Secretaria de Saúde, homologou uma resolução que autoriza a contratação de terceirizados, por meio de análise de currículo, em regime emergencial.

“O concurso público da Secretaria de Saúde, realizado no início de setembro, só aconteceu por uma representação nossa, condenando as terceirizações, e agora tenho que recorrer à Justiça novamente para que os aprovados sejam nomeados. Isso só comprova a falta de compromisso do governo com o cidadão do DF”, lamenta a deputada.

Para Celina Leão o governo age de má fé, quando ignora os profissionais concursados aptos a assumirem as vagas, para firmar um contrato emergencial. O processo 060.010.012/2014 – DOU, sessão 1 página 2 pretende contratar 32 médicos, 32 enfermeiros, 106 técnicos de enfermagem, 32 fisioterapeutas e seis técnicos administrativos sem concurso. “Isso é uma rasteira nos concursados e nós não podemos aceitar”, considera a parlamentar.

Fonte: Ascom da Deputada Distrital Celina Leão por Irene Oliveira.

Sonhando acordado 'Lula'

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva anda sonhando com um cenário que pode levar as correntes mais à esquerda do Partido dos Trabalhadores a cerrar os dentes.

Lula pretende convencer o presidenciável tucano, Aécio Neves a não apoiar a pessebista Marina Silva num eventual segundo turno da campanha presidencial.

Lula sabe que a vitória Marina Silva significa enterrar o PT, transformando o PSB num partido de centro esquerda. O ex-presidente agora vai tentar convencer os tucanos de alta plumagem a não embarcar na onda verde de Marina Silva.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.

Varrendo a área 'Lula'


Reeleita, a presidente Dilma Rousseff decidiu trocar o comando dos três principais bancos estatais - Banco do Brasil, Caixa Econômica e Banco do Nordeste do Brasil.

Há uma disputa dentro do Planalto para indicar já agora os substitutos. O principal lobista desse movimento é o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Ciente de que não pode desconsiderar inteiramente as opiniões de seu antecessor, Dilma faz que o escuta mas irá nomear nomes de sua inteira confiança.

Quem tem condições de influir nessas escolhas é apenas o ministro Aloísio Mercadante. Na verdade a presidente Dilma anda se livrando da herança deixada por Lula, diante dos escândalos que vem aparecendo.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.

Fardo vermelho 'Gleise Hoffamann'

O fracasso eleitoral da ex-ministra da Casa Civil, Gleise Hoffamann, tem provocado acalorados debates no Planalto.

Os petistas não compreendem as causas de suas propostas não serem aceitas pelo eleitorado paranaense.

Gleise ao visitar pela última vez o seu gabinete em Brasília desenvolveu uma tese. Disse que sua provável derrota está relacionada a rejeição crescente do PT no Estado.

Por mais que o eleitor goste dela, não admite votar num candidato petista.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.

Delação: Governo já sabe seus envolvidos no Petrolão

O governo federal dá como certo que personagens das gestões de Lula e Dilma foram citados na delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Ao pressionar pela obtenção de cópia dos depoimentos, o governo acabou por confirmar, pela via informal, o envolvimento de políticos aliados, inclusive do PT, outros ministros, além de Edison Lobão (Minas e Energia), e figurões da Presidência.

O ex-diretor tinha relações próximas com o petismo: Lula o chamava de “Paulinho” e guarda um macacão da Petrobras autografado por ele.

Então presidente Lula e ministra Dilma, com o diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto da Costa, em março de 2010.

Além de também ter macacão autografado por Paulo Roberto, Dilma o teria incluído na seleta lista de convidados para o casamento da filha.

Paulo Roberto era “resolvedor geral” de problemas dos poderosos, da compra de imóveis ao pagamento de despesas pessoais.

Diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa tinha “carta branca” do Planalto para agir com autonomia nos negócios da Petrobras.

Fonte: Coluna Cláudio Humberto.

Erro de estratégia 'Cássio Cunha Lima'

Ao descartar a candidatura à reeleição do senador Cícero Lucena, o senador Cássio Cunha Lima nunca imaginou que essa decisão poderia comprometer sua eleição ao Governo da Paraíba.

Decidiu apoiar a candidatura de Wilson Santiago que não para de cair e arrasta Cássio favorecendo a reeleição do governador Ricardo Coutinho.

A consequência desse erro estratégico de Cássio que rachou o PSDB paraibano foi o empate técnico apontado na pesquisa do Ibope de sexta divulgada pela TV Cabo Branco, afiliada da Rede Globo.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.

Ficando no esquecimento 'Cid Gomes'

Acossado com a denúncia formulada pelo delator Paulo Roberto Costa de que está envolto no esquema de corrupção da Petrobras, o governador Cid Gomes que havia garantido o apoio da presidente Dilma para ser nomeado vice-presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) com sede nos Estados Unidos a partir de janeiro, terá que reformular seus planos.

Quem fez essa previsão foi a própria Dilma ao ser comunicada por sua assessoria que pela segunda semana consecutiva, a revista ISTOÉ trazia novas denúncias de corrupção comprometendo Cid.

Para Dilma, vai ser difícil manter a indicação do governador cearense, e o melhor seria ele mesmo desistir, para evitar constrangimentos.

Fonte: QuidNovi por Mino Pedrosa.